Em decorrência do ano eleitoral de 2024, bem como a Lei Federal nº 9.504/1997, que estabelece normas gerais para eleições e determina as condutas vedadas aos agentes públicos, configurando algumas condutas como abuso de poder, bem como a infringência ao art. 37, §1º da Constituição Federal, as notícias deste site estão desabilitadas até o fim do período eleitoral.

Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional debate como erradicar a fome em Belém

A IV Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional iniciou na noite desta terça-feira, 19. A abertura foi na Universidade Estácio de Belém, no bairro de Nazaré. 

Com o tema “Erradicação da fome e a garantia do direito à comida de verdade, democracia e equidade”, a conferência tem o objetivo de elaborar e fomentar políticas de combate à fome, a fim de garantir o direito à alimentação de qualidade para toda a população de Belém.

O prefeito Edmilson Rodrigues, junto ao procurador municipal Wanderlei Ladislau, participou do evento, realizado pela Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria Municipal das Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional (Copsan).

Prefeitura de Belém contra fome

O gestor municipal lembrou que, atualmente, no Brasil, mais de 33 milhões de pessoas passam fome e que Prefeitura de Belém vem trabalhando para garantir, cada vez mais, a comida e a segurança alimentar à população. 

“Quero parabenizar o Conselho pela realização da quarta conferência. O Brasil tem 33 milhões de pessoas em situação de fome. Belém faz um esforço, por meio do Bora Belém e da Copsan, para garantir projetos de segurança militar e diminuir a fome. Queremos contribuir para que os mais humildes parem de passar fome”, destacou o prefeito. 

Dois dias de debates sobre como erradicar a fome

A Conferência reúne os conselheiros do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional do município de Belém (Comsean) e a população em geral durante dois dias. Segundo a presidente do Comsean, Gracieth Souza, o objetivo é a união na busca por verbas voltadas à segurança alimentar em Belém. “Vamos buscar as verbas que foram negadas pelo Governo Federal nos últimos anos. O nosso objetivo, junto com a Prefeitura, os governos do estado e o federal, é erradicar a fome”.

Durante a abertura, o promotor de justiça da Defesa do Cidadão e da Comunidade de Belém, Firmino Araújo, lembrou que a Conferência Municipal só está sendo realizada devido ao empenho da Prefeitura de Belém com o tema de combate à fome, já que o prefeito Edmilson Rodrigues sancionou a lei que inseriu a capital paraense no Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), o que permitiu desenvolver projetos e programas para a área.

“A gestão municipal conseguiu regulamentar a lei, instalou o Conselho de Segurança e hoje realiza a conferência. Os passos estão sendo dados para que Belém possa firmar cada vez mais esse combate à fome”, destacou Firmino.

A programação da Conferência segue nesta quarta-feira, 20, a partir das 8h30, no auditório da Universidade da Amazônia (Unama), no auditório David Mufarrej, na avenida Alcindo Cacela. 

Programação (quarta-feira, 20):

08h30 – 12h: Grupos de trabalho dos 3 Eixos Temáticos

12h – 13h30: Intervalo

14h – 16h: Plenária de Aprovação das Propostas dos Eixos – Aprovação de Moções   

16h – 17h: Eleição dos Delegados para a Conferência Estadual e Encerramento (Auditório David Mufarrej).

Texto:

Victor Miranda

Redes Sociais